sobre nóscontatolíngua | ENGLISH Portuguese
sobre nóscontato língua • ENGLISH Portuguese

Viagem pela Riviera Francesa

16 Março 2017 Viagens

Passagem Gastronômica - Riviera Francesa

Em fevereiro tive uma semaninha de férias e queria fazer uma viagem de 3 dias pela Europa, de preferência algum lugar que não estivesse muito frio. Optamos por uma viagem pela Riviera Francesa, que apesar de não ser quente durante o mês de fevereiro (cerca de 17C) é em geral ensolarado. Nós decidimos ficar baseados em Nice, pois todas as cidades que queríamos visitar ficavam próximas e era mais conveniente não ter que ficar trocando de hotel. Em Nice nos hospedamos no Hotel Negresco, que faz parte da coleção da Leading Hotels of the World. Durante a viagem alugamos um carro para facilitar ir de um lugar ao outro, mas muitas pessoas comentaram que o transporte público é eficiente por lá e por isso vale evitar alugar carro especialmente no verão quando a cidade fica muito cheia. Pra resumir essa viagem super gostosa que fizemos, preparamos esse post cheio de dicas para uma viagem pela Riviera Francesa.

Como fizemos essa viagem no inverno as cidades estavam quietas e muitas lojas e restaurantes estavam fechados. Por isso, acabava sendo rápido pra visitar cada cidade – ainda mais porque elas são pequenas – mas pra quem for no verão talvez valha a pena deixar mais tempo para passear por cada uma.

Dividimos nossos dias por lá da seguinte forma:

Primeiro dia: St Paul de Vence + Antibes + Cannes

Segundo dia: Saint Jean Cap Ferrat/Villa Ephrussi de Rothschild + Eze + Villefranche-sur-Mer

Terceiro dia: Nice + Monaco

1. Saint-Paul-de-Vence

Saint-Paul-de-Vence foi minha cidade favorita durante essa viagem. Ela é uma cidade medieval (como Eze), mas adorei a quantidade de galerias que existem por lá e o fato dela ser mais plana que Eze (ainda estou recuperando de um machucado no tornozelo e o sobe-desce de Eze não foi fácil). A parte central de Saint-Paul-de-Vence é exclusiva para pedestres, o que deixa mais gostoso pra passear.

O que visitar:

– Saint-Paul-de-Vence não possui “must see attractions”, mas é uma cidade linda de viver. Logo na entrada do portão principal (Porte de Vence) tem um escritório de informação de turismo onde você pode pegar um mapa da cidade. Aliás, eles tinham boas recomendações de museus de arte não muito afastados de Saint-Paul-de-Vence pra quem tiver interesse.

– Ande pela Rue Grande que se extende pela maior parte do centro dando uma boa visão de Saint-Paul-de-Vence. Quando estiver passeando por essa rua aproveite para ver a Place de la Fontaine que é ao lado da Rue Grande.

– Uma das atrações mais populares é a capela decorada por Folon, um artista Belga muito conhecido na França. O mais interessante da capela é o mosaico  de 106 metros quadrados onde cada peça possui cerca de 1 cm.

Passagem Gastronômica - Riviera Francesa - Saint Paul de VencePassagem Gastronômica - Riviera Francesa - Saint Paul de Vence Passagem Gastronômica - Riviera Francesa - Saint Paul de Vence Passagem Gastronômica - Riviera Francesa - Saint Paul de Vence Passagem Gastronômica - Riviera Francesa - Saint Paul de VencePassagem Gastronômica - Riviera Francesa - Saint Paul de Vence

2. Antibes

Como estávamos indo em direção à Cannes, acabamos passando em Antibes e almoçamos por lá. A cidade em si até que é charmosa com uma bela vista da encosta, mas passamos muito rápido, então acabamos não visitando muitas coisas.

O que visitar:

– A cidade tem um centro antigo que é agradável de passear, e onde você encontra um mercado de comida típico francês. Vale a pena checar o horário de funcionamento do mercado, pois ele varia conforme o mês.

– Existem vários museus que parecem interessantes na cidade, o mais famoso é o Museu Picasso, que fica no Chateau Grimaldi.

– Outras regiões para visitar incluem o Cap d’Antibes, que é uma área perto do mar que é cheio de villas, e têm o famoso hotel Eden-roc.

Onde comer: Um restaurante que é muito gostoso para almoçar é o Le Qu4tre, que fica na cidade velha. O restaurante é famoso pelos crepes, e realmente eles merecem a fama. (Endereço: 4 cours Massena, tel.: 00 33 (04) 93 34 84 83).

Passagem Gastronômica - Riviera Francesa - Antibes Passagem Gastronômica - Riviera Francesa - Antibes Passagem Gastronômica - Riviera Francesa - Antibes Passagem Gastronômica - Riviera Francesa - Antibes Passagem Gastronômica - Riviera Francesa - Antibes

3. Cannes

Cannes foi uma das cidades que mais deixou a desejar entre as que visitamos nessa viagem. Imagino que no verão seja mais interessante já que existem várias opções de passeios a ilhas que estão próximas a Cannes e parecem ser paradisíacas. Além das praias, a idéia é curtir a arquitetura do centro histórico, fazer compras e conhecer os diferentes restaurantes da cidade.

O que visitar:

– La Croisette é definitivamente a maior atração em Cannes, um calçadão junto à beira-mar onde estão localizados os hotéis mais luxuosos de da cidade e uma grande concentração de lojas de luxo. Uma delícia pra caminhar!

– Le Suquet foi uma passeio que não conseguimos fazer mas ouvi dizer que é fofo. Trata-se do bairro antigo dos pescadores com casas antigas e ruas estreitas. Como ela fica numa parte alta da cidade a vista é impressionante.

Passagem Gastronômica - Riviera Francesa - Cannes Passagem Gastronômica - Riviera Francesa - Cannes Passagem Gastronômica - Riviera Francesa - Cannes

4. Saint Jean Cap Ferrat / Villa Ephrussi de Rothschild

Acabamos não visitando a cidade de Saint Jean Cap Ferrat em si, mas fomos à principal atração da região, que é a Villa Ephrussi de Rothschild. A Villa é uma propriedade histórica, com uma construção muito bonita e bem conservada, e um jardim enorme que vale muito a pena visitar. A propriedade foi criada pela Baronesa Béatrice Ephrussi de Rothschild, que ordenou sua construção depois do fim do seu casamento em 1905. Ela gostava de colecionar arte, e hoje pode-se ver mais de 5,000 itens de sua coleção usados para decorar a casa.

Passagem Gastronômica - Riviera Francesa - Villa Ephrussi de Rothschild Passagem Gastronômica - Riviera Francesa - Villa Ephrussi de Rothschild Passagem Gastronômica - Riviera Francesa - Villa Ephrussi de Rothschild Passagem Gastronômica - Riviera Francesa - Villa Ephrussi de Rothschild Passagem Gastronômica - Riviera Francesa - Villa Ephrussi de Rothschild Passagem Gastronômica - Riviera Francesa - Villa Ephrussi de Rothschild

5. Eze

Eze é uma cidade medieval localizada a cerca de 30 minutos de carro de Nice. Nós alugamos um carro para o período da nossa viagem, mas lemos vários reviews dizendo que o trânsito por lá é insuportável e muito difícil de estacionar. Por isso vale a pena ir de ônibus a partir de Nice. O centro da cidade de Eze é exclusivo para pedestres, o que deixa o passeio pelas suas ruas estreitas, que mais parecem um labirinto, muito mais agradável. Eze está a 426 metros acima do nível do mar proporcionando uma vista maravilhosa do St Jean-Cap Ferrat.

O que visitar:

– O mais gostoso em Eze é passear pelo centro e se perder pelas fofas ruazinhas estreitas. Existem várias lojinhas e cafés espalhados por Eze dentre elas a Fragnard, especializada em perfumes, cremes e sabonetes que é muito tradicional e tem ótimos produtos.

– Dentre as atrações estão o Le Jardin exotique d’Eze de onde se tem a vista mais linda da cidade. Nós não conhecemos, mas este jardim tem bons reviews.

Passagem Gastronômica - Riviera Francesa - Eze Passagem Gastronômica - Riviera Francesa - EzePassagem Gastronômica - Riviera Francesa - Eze Passagem Gastronômica - Riviera Francesa - Eze Passagem Gastronômica - Riviera Francesa - EzePassagem Gastronômica - Riviera Francesa - Eze

6. Villefranche-sur-Mer

Esta cidade é uma das mais charmosas que visitamos na região, uma vila de pescadores muito bem conservada. Foi uma pena que quase tudo estava fechado na cidade no dia em que visitamos. Talvez valha mais a pena visitá-la durante o verão, quando tem mais movimento, mas de qualquer forma é um ponto legal para passar na viagem. A cidade velha é bem característica, e as casinhas coloridas dão um toque diferente na cidade. Uma das principais atrações é a cidade em si – explorar o centro antigo com todas suas casinhas coloridas e o porto.

O que visitar:

– A cidadela Saint Elme é uma das maiores atrações da cidade, onde há um forte de pedra que foi construído em 1557 para proteção da cidade.

– A Rue Obscure possui uma passagem escondida de 13o metros de comprimento, criada no século 14 e redescoberta no século 16. Era usada como parte da estratégia militar da cidade.

– A Igreja de St Michel e a Capela de St Pierre são muito históricas na cidade e umas das atrações para se visitar.

Passagem Gastronômica - Riviera Francesa - Villefranche-sur-Mer Passagem Gastronômica - Riviera Francesa - Villefranche-sur-Mer Passagem Gastronômica - Riviera Francesa - Villefranche-sur-Mer Passagem Gastronômica - Riviera Francesa - Villefranche-sur-Mer Passagem Gastronômica - Riviera Francesa - Villefranche-sur-Mer

7. Nice

Nice é a quinta maior cidade do sul da França e a capital não oficial da Riviera Francesa. Ela atrai muitos turistas que estão em busca de sol e de suas praias com um azul vívido e transparente (mas com pedras ao invés de areia). A cidade é muito atraente com seus mercados, boas opções de restaurantes e um centro antigo muito fofo. É parada obrigatória para quem visita a Riviera Francesa.

O que visitar:

– Old Town (Vieux Nice): A principal atração de Nice é definitivamente a parte antiga da cidade. Não existem muitos pontos turísticos de parada obrigatória nessa região, mas o ambiente é agitado, com várias lojinhas e a arquitetura é cativante. Quando passear por lá, não perca a Opera de Nice, a Patisserie Henri Auer (umas decorações mais lindas!!) e a Place Rossetti. Aproveite para andar e descobrir as ruelas na cidade antiga. Por último, recomendo visitar o mercado de flores o Cours Saleya com suas diferentes cores e aromas.

– Promenade des Anglais: Não deixe de passar pela Promenade des Anglais, uma espécie de calçadão construído ao longo do mar que é um dos pontos mais visitados da cidade. O calçadão se extende por quase 8 km e é ideal pra quem quer caminhar vendo um dos mares mais azuis da Europa.

– Museus: Nice conta com boas opções pra quem gosta de passeios culturais durante a viagem, abrigando o Musée Matisse e Musée Marc Chagall.

Onde se hospedar: Decidimos fazer de Nice nossa cidade base durante esta viagem. Nos hospedamos no Hotel Le Negresco que definitivamente é a melhor opção em hotelaria na cidade (ele faz parte da Leading Hotels of the World, que é uma das maiores coleções de hotéis de luxo do mundo). Além de boa localização, quartos temáticos e diferentes, o hotel é recheado de obras de arte colecionados pela família que é dona do hotel. Fiz um post completo sobre ele nesse link.

Onde comer: Infelizmente não tivemos tempo pra experimentar o item mais típico da cozinha de Nice, o Socca uma mescla de pão e panqueca preparado com farinha de grão de bico. Existem inúmeros lugares que preparam Socca na cidade, e o chef David Lebovitz fez uma lista com seus endereços favoritos. Para jantar em Nice recomendamos o restaurante Bistro du Fromager, que é um excelente custo benefício. A carta de vinhos é ótima, o serviço amigável, a comida deliciosa e tudo por um preço muito justo! Essencial fazer reserva com antecedência (Endereço: 29, rue Benoît Bunico).

Passagem Gastronômica - Riviera Francesa - Nice Passagem Gastronômica - Riviera Francesa - Nice Passagem Gastronômica - Riviera Francesa - Nice Passagem Gastronômica - Riviera Francesa - Nice Passagem Gastronômica - Riviera Francesa - Nice Passagem Gastronômica - Riviera Francesa - Nice Passagem Gastronômica - Riviera Francesa - Nice Passagem Gastronômica - Riviera Francesa - Nice

8. Monaco

Apesar de Monaco não ter muitas atrações turísticas fiquei apaixonada pela cidade que é organizada, limpa e muito fofa. Ela é super gostosa pra passear e ver coisas bonitas.

O que visitar:

– Monaco Ville: Essa é a parte mais antiga da cidade e que achei mais interessante na nossa visita. No Monaco Ville você encontra o Palais Principier de Monaco, residência oficial da realeza (que pode ser visitado durante algumas épocas do ano – infelizmente quando fomos estava fechado); a Saint Nicholas Cathedral que é conhecida por ser a igreja onde a Grace Kelly está enterrada; e o Oceanographic Museum que diz ser um dos melhores da Europa!

– A praça onde o Casino de Montecarlo está localizado é um dos pontos mais lindos de Monaco. É provavelmente a maior concentração de luxo e riqueza em toda a Europa. Muitas pessoas visitam o Casino – a entrada custa cerca de 10 euros por pessoa – mas li em alguns reviews que a visita não vale a pena. Em frente ao Casino está o famoso Café Paris que tem mesinhas na parte externa servindo café e algumas opções para comer. Aparentemente a comida não tem um bom custo benefício mas é gostoso para relaxar e beber alguma coisa apreciando a vista.

Passagem Gastronômica - Riviera Francesa - Monaco Passagem Gastronômica - Riviera Francesa - Monaco Passagem Gastronômica - Riviera Francesa - Monaco Passagem Gastronômica - Riviera Francesa - Monaco Passagem Gastronômica - Riviera Francesa - Monaco Passagem Gastronômica - Riviera Francesa - Monaco Passagem Gastronômica - Riviera Francesa - Monaco

Deixar um Comentário